Em Qual Idioma?

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Pesquisar...

.

22 fevereiro 2010

Amanhãs Sem Porquês









"Quero minha alma repleta de você
teus sentidos invadidos de mim,
sem ontens nem porquês,
teu coração na palma da minha mão...
Luta e o sol, entrega e a lua,
tua boca em minha boca...
Despejar meu ser no teu ter,
desaguar minha nudez,
como a última das águas...
Não te quero comum,
quero tua música, minha poesia...
Passados estraçalhados,
amanhãs inteiros...
Quero a beleza da flor roubada,
a delícia de ansiar
som para admirar...
Quero versos, rimas,
quero prosa...
Escudos partidos,
defesas abandonadas...
Os olhos vendados e o peito aberto,
o corpo trêmulo, a pele suada...
Voz que sussurra e encanta,
ser o Oráculo e a inspiração,
ser o pilar e o aplauso...
A fúria ao anoitecer,
e a paz do amanhecer...
Quero ser o sonho,
e o diapasão...”





Khalit Sabanur

0 Comentários:

Postar um comentário