Em Qual Idioma?

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Pesquisar...

.

23 fevereiro 2010

Simplesmente...Mulher



"Khalit é alguém que se ama, que gosta do que vê no espelho, visceral em tudo que faz, que diz, e, principalmente, no que sente. Alguém que procura a intensidade, a alma. Nascida sob o signo de Thot, de Gêmeos, de Coelho, de Lamat. Alguém que admira o mar, que ama o mar, que morre de amor na beira do mar. Sou aquela que grita à plenos pulmões: Eu te amo!, sem pudores, sem conveniências. Sou a mulher que se entrega, que se reserva, odeio o rotineiro, o cotidiano, a mesmice, não sou comum nem mesmo normal, nunca serei. Minha bandeira?...Liberdade, Tolerância e Honra, a tríade da Paz. De onde eu venho?...do Deserto, para onde vou?...não sei. Sou poeta, fascinada pela mente humana, minhas mãos, estudam o braile do corpo amado, meus olhos dizem: Cheguei! Sou moleque, sou travêssa, faço dengo, salto de pára-quedas, cravo grampos em paredões de rocha, sou amazona e arqueira. Sou a tal que fala com firmeza, mas se permite tremer de prazer, sou mulher-menina, menina-mulher, sou o equilíbrio e a loucura. Tive e tenho os melhores mestres, Dalai Lama, Mohamed, Iesus, Gandhi, Cidarta Galtama. 
Observadora da noite e seus mistérios, a música me seduz, feliz o Trovador que me enfeitiçar, fará cativo o coração, possuirá o corpo e encantará a alma. Feminista?...Nunca!, fêmea sempre!...Defendo à quem amo com instintos de guerra; aos inimigos,a indiferença; ao digno oponente, o respeito. Sou árabe...sou do mundo. Sou apenas uma mulher, com estrias e celulites, TPMs e enxaquecas, mas com uma capacidade de amar, ilimitada e atemporal, à aquele que for o meu homem dou o melhor de mim, sem regras, sem convenções, não acredito em reservas no amor. Quero flores, chocolates, palavras doces, e as obscenas também, quero ouvir: Você é linda!, mas quero também o, È gostosa, mas é minha!. Sou demônio de mim, e anjo também, aliás, anjo com uma única asa, espremida em minha armadura, mas, continuo a busca pela outra, que também me procura. Sou muito, tudo, infinito. Sou a Bela, mas sei ser a Fera. Sou só uma mulher, frágil e forte, sacerdotisa e guerreira, pura e devassa, simplesmente...Mulher."
 
 

 
 




Khalit Sabanur

0 Comentários:

Postar um comentário