Em Qual Idioma?

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Pesquisar...

.

25 fevereiro 2010

Varandas do Coração

 



 





"Agora é orvalho
O que antes era embaço de neblina,
Oriundo de noite escura
Raios de paz emolduram a janela,
Uma Flor quase que jaz, de tão serena
Beleza guardada
Na imponência de ser tão singela.
Mão amada que se estende
Como que a tocá-la,
A Flor seduz a força
E o sono revela-se em calmaria.
Onde está a dor?
Fôra devorada pela Flor?
Ou navega sob a luz do farol?
Sombras que acalentam sonhos,
Bailam como borboletas de asas divinas
E um leve sorrir brota em belos traços,
Entre linhas doridas de teu rosto
Talvez alegria pela Flor,
A doce Flor da janela.
Ou, será que brincas de roda?
Flor, Cavaleiro...Cavaleiro, Flor
Quem sabe, tênue sorriso,
Seja companheiro do dedilhado
Que tuas mãos ofereçem ao alaúde.
Fitas com olhos reluzentes,
A Flor na janela.
A ciranda é Celta,
Tão antiga...
Mas a felicidade é renascida criança.
Não desperta agora,
Deixa teu espírito bailar na alegria.
Deixa o farol iluminar a Flor
Sândalo, delicado e mouro,
Perfuma o ar que respiras,
E a Flor, acariciada pela brisa,
Parece brincar 
Nas varandas do teu coração"



Khalit Sabanur

0 Comentários:

Postar um comentário