Em Qual Idioma?

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Pesquisar...

.

12 março 2010

Cáucaso











"Ah! Esses teus olhos

Invasores de mim

Revolvendo em alma dilacerada

Castas de amor e ódio...

Tão rubros olhos

De desejo encharcados

Descerra minhas cortinas...

Faz, do palco sacrário

De mim, bacante

Buscando meu cenário de pele

Como se o velocino fosse...

Tal o olhar de górgona

Que petrifica o não na garganta

Arrancando do corpo o arbítrio

Negando minha alma espartana...

Desvia de mim esse olhar

Deixa plácido

O inferno que me habita

Não haverá para ti o novelo

Que te resgatará

De tão profundo labirinto...

Não te agrilhoes 

À tão íntimo  Cáucaso

Em tortura eterna

Não me faças a besta

Que te devorará todas as noites...

Desvia de mim esse olhar

Ou me farei o amor...

Que sonhas ter para amar"






Khalit Sabanur

1 Comentários:

Postar um comentário