Em Qual Idioma?

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Pesquisar...

.

22 março 2010

Teu Amor




 







Deita teu amor
Como jóia rara
Em delicada e infinita
Cama de estrelas,
Vela dele o sono
Como se fosse esse
O derradeiro olhar,
Aquece-o em teu remanso
Como que pequeno pássaro
Protegendo-o tenazmente
Das gélidas intempéries,
Embala-o ternamente
Como se a melodia do ninar
Tu tivesses composto,
Canta cada estrofe
Como se pela tua mão
A pena a tivesse escrito.

Cuida do teu amor...

Não o assustes
Com insanos gritos
Sussurra palavras doces,
Cativa-o pacientemente
Quando te parecer fugidio,
Fala mansamente
Não o atormentes
Como gralha infernal
Faz-te mavioso rouxinol,
Nunca ignores teu amor
Dando-lhe as costas
Nem por um breve
Mas terrível segundo,
Ouve-lhe atenciosamente
Mesmo que te pareça
Torturante ladainha
Faz apurado
o ouvir do teu coração.

Cuida do teu amor...

Alimenta-o fartamente
Sem meias medidas,
Dá-te como banquete
Nesse divino festim,
Faz dele teu oceano
Deixa-te afogar
Em êxtase eterno,
Bebe dele
Como ambrosia
Que de ti
Fará imortal,
Honra teu amor
Grita aos ventos
Dele o orgulho
Sorri fartamente
Ao pronunciá-lo,
Jamais à ele ofereças
A lâmina vil da traição.

Cuida do teu amor...

Acompanha-o sempre
Nunca faças dele abandono,
Exalta-o em sonhos de glória
Ergue-lhe o brinde
Em merecido louvor
Cinge-lhe a cabeça
Com a coroa de louros
Ofertada pelas tuas próprias mãos,
Ampara-o espartanamente
No momento de trevas
Transmuta-te em Luz
Guia-lhe os passos,
Usa de hercúlea força
Mas sustenta-o erguido,
Se preciso for
Defende-o com mãos nuas
Como se nelas
Espadas houvessem,
Enfrenta de peito aberto
Mesmo sem couraça titânica
A tirania e a infâmia
O medo e a miséria.

Cuida do teu amor...

Alimenta-te com ele
Do farelo pisoteado
Com prazer igual
De quando farta-te com ele
De caros víveres,
Cuida-lhe das feridas
Com o mesmo enlevo
Que perfumas seu banho,
Diz-lhe que o ama
Mesmo quando ele
Parecer não te amar,
Guarda teu amor
Como se fosse ele
A mais valiosa
De todas as tuas relíquias
Pois é justo isso...que teu amor é!
 




Khalit Sabanur

1 Comentários:

Cristiana Fonseca

Olá Khalit,
obrigada pela doce visita.
Teu poema é lindo, e verdadeiro, amor é pra viver e cultivar intensamente.
Belíssimas palavras.
A imagem tb é linda.
Beijos,
Cris

Postar um comentário