Em Qual Idioma?

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Pesquisar...

.

02 março 2010

Miragens Do Tempo










Ser Khalit é ser "out", nada fashion...
Khalit gosta de pés descalços, brincos artesanais de latão, tornozeleira com camelinhos, livro de poesias na cabeceira, rede na varanda com um cão aos pés, e alguém no colo para acarinhar.  Coisinha mais interiorana e tribal!
Khalit é extremamente demodê...com seus vestidos longos e lascados, quase uma múmia de tão vestida ou então, aquele jeans rasgado, jaqueta de couro e tênis, que um dia foi branco, bem easy rider,  tem aquele look de mulher que "já foi!".  Khalit não tem a menor idéia do que é ser mulherão, acreditam que ela ainda admira  Rita Hayworth, Beth Davis, Greta Garbo, Grace Kelly?...e "tá nem aí" para o tipo Mulher Melancia, Popozuda, Musa do BBB e outras que fazem a linha salada de frutas. Khalit, tadinha, é "sem noção"!!!!
E, quando abre a boca então?...Khalit é daquelas de dar sono, com "por favor/com licença/muito obrigada", fala de poesia, filosofia, arte, mitologia, uma verdadeira chatice, só "papo brega". Conclusão, Khalit é uma "mala"!  Acho que Khalit é vacilona...
Khalit deixa de andar em carreta importada com o paquera, para andar a pé, de mãozinha dada. Devolve jóia que ganha de presente, só porque não tá "afim do mané", com Khalit rola um sentimento chamado Amor. Coisa de maluco! Khalit faz a linha secretária/enfermeira, liga para o namorado, para saber se ele se alimentou,  se está tudo bem,  se precisa dela. Ela é que tá precisando...de um psiquiatra!!!
Essa tal de Khalit aprecia um som muito estranho, com uns nomes complicados, só velharia, Edith Piaf, Charles Aznavour, Rachmaninoff, Jon Lord, aprecia ópera, balé e uns vovôs do Rock que falavam em, liberdade de expressão,  paz no planeta,  governar pelo povo,  com o povo e para o povo.
É loucura "pegar" uma mulher dessa, ops!, pegada ela não gosta...é namorar! Khalit ainda está naquela de cuidar da casa, plantar florzinha no jardim, tirar gravata do amado quando ele chega do trabalho,  preparar o banho e a massagem, a doida até leva bandejinha na cama para o "amorzinho", tem também umas idéias jurássicas de fidelidade, companheirismo, entrega, e blá blá blá...Isso não é uma mulher, é um chute no s***!
Com Khalit tem que ter um tal de cavalheirismo, romantismo, tipo, jantarzinho, luz de vela, surpresinha, florzinha, olho no olho, mão na mão, essas frescuras. Khalit viaja por umas filosofias "zen",  um tal de refinamento da alma,  evolução do espírito,  auto-conhecimento. Ah, e também pratica umas artes...Bujutsu, Kenjutsu, umas doideiras de Samurai, Japão das antigas e tal. A mulher é uma comédia, morreu e insiste em ficar de pé.
Khalit, é antiga demais, gosta de deitar na grama para olhar a lua, fechar os olhos para sentir o vento, gosta de galopar sem sela, de ouvir o barulho do mar,  aconchegar quem ama em seu peito. Khalit na realidade é um OPNI (Objeto Poeta Não Identificado). Fora do tempo, meio que amórfica, perdida em um mundo, no qual, não sentimos as pessoas, só as analisamos. Verificamos suas contas bancárias e não cuidamos dos seus corações...Pedimos explicações, mas não praticamos sentimentos. Exigimos o melhor, mas não damos o essencial. Um tempo no qual, para amar alguém, precisamos de porquês,  quantos,  e quandos. 
É isso... Isso é Khalit. Khalit acredita no amor. Khalit gosta de mostrar que ama e o quanto ama. Khalit é muito fora de moda. Khalit não existe, Khalit é só...Uma miragem .




Khalit Sabanur

0 Comentários:

Postar um comentário