Em Qual Idioma?

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Pesquisar...

.

24 abril 2010

Lascívia Flamenca




 






"O vento
Entra pela janela
Banhada de noite
Invasor...
Em carruagens de memória
Espalha aos meus ouvidos
O passional Flamenco
Faz dançar alma Gitana
O sapatear frenético
Desliza em doze cordas...
Entre palmas e perfumes
Sorvo tua presença
Qual febre que aplaca o gelo
Entre todos os vermelhos
Há algo de mais rubro
Em teu sangue
Que lateja em mim
Desvastando meus sentidos...
Teu cheiro tal qual cimitarra
Corta minha carne
Com maestria moura
E danço despedaçada
Como que fugindo da dor
Que te pede por cura...
Tua imagem
É meu cálice de loucura
Que bebo como sedenta
Teu olhar me faz atrevida
De matar tua fome
Minha fome
Nossa fome...
E afronto o vento
Tão antigo irmão do tempo
Que me faz fúria
Tão feroz como quem odeia
Tão louca como quem deseja
Tão lasciva...como quem ama."


 



Khalit Sabanur

0 Comentários:

Postar um comentário